Almanaque umdoistres

 Junho 2015

Todas as publicações em  Almanaque umdoistres são de textos e imagens que circulam diariamente entre as milhares de Caixas de Entrada de grupos que compartilham e-mails entre si. O endereço umdoistres@umdoistres.com.br, desde 2003 faz parte de incontáveis Catálogos de Endereço no Brasil e exterior. Nada publicado aqui é de autoria de nossa equipe - salvo quando assinado.

           Junho 2015   Maio 2015   Abril 2015   Março 2015   Fevereiro 2015   Janeiro 2015  

 Almanaque 2014   Almanaque 2013  Almanaque 2012  Almanaque 2011   Almanaque 2010   Almanaque 2009   Almanaque 2008  

Um enorme motor a diesel antigo de 1936 fazendo uma demonstração.
https://www.youtube.com/watch?v=q_0xifuTqVA 

Vela um antigo motor do avião Bristol Hercules em funcionamento.
https://www.youtube.com/watch?v=pEbDlNeMtLM 

Um motor movido a diesel de gerador de energia com quase 70 anos. Incrível!
https://www.youtube.com/watch?v=iw72YcUOCR0

O fantástico trabalho de agricultores utilizando dois enormes tratores a vapor para arar a terra.
https://www.youtube.com/watch?v=TkEukI6H9cA&list=PLKNReBjj70aFo87s2O8ke7kXEWN1tl7Sn 

Marin, CBF e Fifa: "the house is down"
Luiz Fávio Gomes, jurista e diretor-presidente do Instituto Avante Brasil. Estou no LFG.com.br e no twitter: @professorlfg

Os humanos, diz o filósofo espanhol Savater (Ética de urgência, p. 119), "somos maus [corruptos, violentos, sonegadores e fraudulentos] o quanto nos deixam ser. Se alguém acredita que pode fazer algo e alcançar alguma vantagem, se está completamente seguro de que nada vai ocorrer, pois o fará". Nisso reside a certeza da impunidade. Nunca absoluta, mas algo perto disso, sobretudo em países considerados paraísos da pilhagem do alheio (como é o caso do Brasil). Um dia, no entanto, a casa cai.

Há várias décadas o mundo inteiro sabe de denúncias de fraudes e corrupções no futebol local, nacional e internacional. Pela quantidade de matérias publicadas, a impressão que se tem é que a chamada "cultura da corrupção" (agora desvelada pelo FBI) está enraizada no DNA da CBF, da Fifa assim como das Federações do Futebol (fala-se em 24 anos de corrupção, que movimentou perto de US$ 150 milhões - corrupção com o padrão Fifa, como se vê). A isso se soma a certeza da impunidade, que é a regra geral (foi assim com Ricardo Teixeira e tantos outros dirigentes do futebol nacional e internacional). Não há terreno mais fértil para a prosperidade da roubalheira. Del Nero que se cuide, visto que está metido numa herança lamacenta. A própria Copa do Mundo no Brasil poderia ter sido comprada? Nada se pode descartar no mundo do futebol, porque ele está cheio de bandas podres. O FBI está investigando tudo. Aguardemos.

A prisão de oito dirigentes do futebol mundial na Suíça, a pedido dos EUA, é muito estranha, porém, não pelas prisões em si (há muito tempo já anunciadas), sim, pela demora que isso ocorreu. Dezoito pessoas estão (desde logo) envolvidas em extorsão, corrupção, fraudes, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, subornos, pagamentos de propinas etc. Incontáveis empresas pagam propinas para dirigentes do futebol para alcançar vantagens indevidas (Nike, Traffic, Datisa etc. - veja Estadão 28/5/15: A21). Inúmeros bancos estão envolvidos em todas essas operações (porque são eles que normalmente lavam o dinheiro sujo da corrupção, a começar pelo HSBC - Estadão citado).

O discurso (ideologia) corrente no mundo da economia distingue com tenacidade o Estado da sociedade civil (particularmente do capitalismo de mercado). Toda negatividade é apontada contra o Estado (que seria o único corrupto); isso significa a santificação das empresas que atuam no mercado competitivo real ou de fachada (cartelizado). A demonização do Estado, dos políticos e dos funcionários públicos (que não é de todo absurda, diga-se de passagem) se transformou numa das táticas que se usa para esconder as trapaças das bandas podres empresariais e financeiras. Ao poder público se atribui incompetência, burocracia, falta de compromisso, corrupção etc. (muito disso é verdadeiro); a sociedade civil seria ágil, eficiente e vítima desse Estado.[1] Essa ideologia (amplamente difundida por vários meios midiáticos) mascara a verdade dos fatos, que é a seguinte: há incontáveis bandas podres no mundo empresarial e financeiro.

Teria havido corrupção nas últimas Copas do Mundo (África do Sul e Brasil) e a escolha da Rússia (2018) e Catar (2022) também seria fruto dos mesmos métodos. Marin, quando preso, teria dito: "Mas por que só eu? Cadê os outros?". Os EUA pediram a extradição deles para a Suíça. Se forem transferidos para lá, prestarão contas para a justiça norte-americana. O que isso significa? Que o processo não demora muito (seis meses, mais ou menos), porque nos EUA 97% dos processos criminais terminam em acordo, com altíssimas multas e penalidades. Os americanos, muito mais pragmáticos que nós, priorizam nesses casos o "dinheiro" (recuperação, reparação, empobrecimento dos corruptos), não a prisão. Nós fazemos o oposto: priorizamos a prisão (para satisfação da vingança pública, que é uma festa, como dizia Nietzsche), deixando o bandalheiro normalmente rico. Nos EUA vigora, com muita eficácia (apesar de todas as críticas), a Justiça criminal negociada. Por meio da plea bargaining busca-se a solução rápida do conflito. O Ministério Público tem ampla liberdade de negociação. Normalmente, em casos de corrupção, tudo acaba no final com poucos meses de cadeia e um duríssimo golpe no bolso dos larápios (que envolvem pessoas físicas, empresas e bancos). A certeza do castigo nos EUA é dezenas de vezes mais certa que no Brasil. É esse fenômeno mais a prevenção secundária (criação de obstáculos ao crime, muitos policiais etc.) que derrubaram em 50% a criminalidade nos EUA, nos últimos 20 anos.

Os 10 lugares mais lindos do mundo

10 Grand Canyon (Estados Unidos)
Uma das paisagens mais famosas do mundo, o Grand Canyon é, além de lindo, enorme. Ele tem 446 km de formações rochosas e chega a atingir até 1,5 km de profundidade. O vale foi moldado pela erosão ao longo de milhares de anos, à medida que as águas do rio Colorado percorriam o leito, criando esse contraste

10 A Grande Barreira de Corais (Austrália)
Este é o maior recife de corais do mundo, com mais de 2.300 km de extensão. A Grande Barreira de Corais está situada na costa nordeste do Estado de Queensland, na Austrália. Ela também é a maior estrutura do mundo feita apenas por organismos vivos. Um espetáculo da natureza. Na Grande Barreira de Corais vivem cerca de 1.500 espécies de peixes, 360 espécies de coral, 400 a 500 espécies de algas marinhas, 1.330 espécies de crustáceos, de cinco a oito mil espécies de moluscos e 800 espécies de equinodermos.

Machu Pichu (Peru)
Machu Picchu é o berço da civilização Inca, uma das civilizações antigas mais avançadas e misteriosas da história. A cidade se mistura com a paisagem fantástica no topo de uma montanha de 2.400 m de altitude, no Peru. O lugar é considerado patrimônio mundial pela Unesco e é um dos pontos turísticos mais visitados do país. A área urbana é composta de templos, praças e mausoléus, enquanto a área agrícola é formada por terraços e lugares para armazenagem de alimentos.

Ilhas Maldivas
São 1.196 ilhas espalhadas por 90.000 m² de um azul incrível no Oceano Índico. Apenas 203 dessas ilhas são habitadas e, mesmo assim, bem pouco populosas. Somadas todas elas, existem apenas 330 mil habitantes nas Ilhas Maldivas – o país menos populoso da Ásia. Ilhas desertas, um mar azul irreal com temperaturas entre 24°C e 33°C, areias brancas e palmeiras. Um paraíso!

Ilhas Phi Phi (Tailândia)
Um paraíso para competir com as Maldivas, as Ilhas Phi Phi, na Tailândia, têm águas cristalinas e areias brancas cercadas por falésias calcárias. Você talvez já tenha visto a Maya Beach, uma de suas praias, no filme “A Praia”, com Leonardo DiCaprio.

Os Dois Irmãos e a Baía dos Porcos (Brasil)
O Brasil é privilegiado com inúmeras belezas naturais, mas ainda assim Fernando de Noronha consegue se destacar. Da Baía dos Porcos é possível ver o Morro Dois Irmãos, uma formação rochosa que emerge do fundo do Oceano Atlântico. Um espetáculo!

Santorini (Grécia)
Santorini tem o casamento perfeito entre uma paisagem e uma arquitetura incríveis. É uma ilha no sul do mar Egeu, cerca de 200 km a sudeste da Grécia continental. A ilha é também palco das maiores erupções vulcânicas da história. A chamada erupção Tera, há 3.600 anos, deixou uma enorme cratera rodeada por depósitos de cinzas vulcânicas. Essa erupção pode ter levado ao colapso da civilização minoica na ilha de Creta, e há quem diga até que deu origem à lenda de Atlântida.

Cataratas do Iguaçu (Argentina/Brasil)
As Cataratas do Iguaçu são consideradas por muitos as mais bonitas quedas d’água do mundo e também uma das paisagens mais incríveis do planeta. São 275 quedas no Rio Iguaçu, com área de 250 mil hectares de floresta subtropical. Cerca de 20% das cachoeiras estão dentro de território brasileiro, no Parque Nacional do Iguaçu, e outros 80% ficam no Parque Nacional Iguazú em Misiones, na Argentina.



Salar de Uyuni (Bolívia)
O Salar de Uyuni é o maior deserto de sal do mundo. São 10.582 km² de área a uma altitude de 3.650 m acima do nível do mar. No início do verão, quando começa o período de chuvas, o deserto fica coberto de água, tornando-se um imenso espelho que reflete o céu. O resultado é uma vista surreal com um horizonte infinito.

Canadian Rockies (Canadá)
Uma das cordilheiras mais bonitas e visitadas do mundo, a Canadian Rockies está em uma região com quatro grandes parques nacionais, todos lindos e interligados, formando uma imensa área verde. As belas montanhas são o paraíso dos alpinistas.

Fotos Post-Mortem
O bizarro álbum dos mortos

Se tem um assunto que causa dúvidas e gera certo mistério é a morte. E existem diversas maneiras de se lidar com o assunto, especialmente quando ela chega a alguém próximo. Em nossa cultura atual rituais como velório e enterro são mais do que comuns, e sabemos que todos nós passaremos por isso um dia. Mas há muitos anos existia uma outra maneira de se homenagear os mortos. Parece medonho e bastante bizarro, mas também um tanto quanto curioso. Post- Mortem vem do latim e significa após a morte. Esta “prática” teve origem no século XIX, na Inglaterra, mas precisamente na era vitoriana (1837- 1901), quando a Rainha Vitória pediu que fosse fotografado o cadáver de um parente próximo que acabara de falecer para que ela guardasse a foto de lembrança. Em pouco tempo este ato se tornou costumeiro se espalhando por diversas partes do mundo. Todos queriam prestar uma última homenagem a seus entes queridos e eternizá-los de certa maneira. Para isso em muitos casos, as fotos tiradas retratavam momentos do defunto com sua família, como se estivesse vivo. Eram feitas armações de madeira que sustentavam os corpos já sem vida, criavam-se poses e os mortos eram maquiados, tendo em muitos casos os olhos pintados sobre as pálpebras para manter o aspecto de vivacidade que já não tinham. A criação dos tais álbuns dos mortos funcionava como uma espécie de negação da morte. Muitos acreditavam que através da foto tirada a alma de seu ente querido ficaria viva para sempre naquele pedaço de papel. Com o passar dos anos tal prática foi sendo esquecida e hoje em dia é vista por todos (pelo menos a maioria, pois há relatos de que em alguns países isto ainda seja comum ) com certa bizarrice. Muito mais bizarro que isso é saber que existem sites de leilões, sim, leilões, destas fotos. As pessoas pagam, muitas vezes caro, para ter uma foto dessa em sua coleção. Se você é uma pessoa que se impressiona fácil, aconselhamos a não ver as fotos que postamos aqui. Caso contrário, se você não se importa e até tem curiosidade, basta digitar no google fotos post-mortem e você encontrará uma infinidade de fotos e histórias. Confira algum as imagens legendadas:

Veja mais imagens de Fotos Post-Mortem