Almanaque umdoistres

Março 2012

Todas as publicações em  Almanaque umdoistres são de textos e imagens que circulam diariamente entre as milhares de Caixas de Entrada de grupos que compartilham e-mails entre si. O endereço umdoistres@umdoistres.com.br, desde 2003 faz parte de incontáveis Catálogos de Endereço no Brasil e exterior. Nada publicado aqui é de autoria de nossa equipe - salvo quando assinado.

            Fevereiro 2012   Janeiro 2012

 Almanaque 2011   Almanaque 2010   Almanaque 2009   Almanaque 2008  


O cara que criou isso é um gênio. Fantástico!
Tudo o que você tem que fazer é clicar no link, e dedilhar o teclado sem olhar, fazendo aquela sopa de letrinhas.
(Exemplo: pmcaojfp oaspjfa pojsdpojspd oaf eiuri fkjaçlk kek jkçlin dkjçlk).
Este site 'traduz' a bagunça e mostra exatamente o que se passa lá no seu subconsciente.
É só clicar no link pra fazer o teste. Se você não entender continue a teclar a mensagem até o fim
http://clientes.netvisao.pt/aalipiom/Speedy/teste_subconsciente.htm

Os erros mais bizarros cometidos nas entrevistas de emprego

Atender o celular ou parecer desinteressado são, evidentemente, atitudes extremamente inconvenientes
quando se deseja causar boa impressão numa entrevista de emprego. No entanto, uma pesquisa demonstrou
que essas coisas são apenas pequenos detalhes, quando o assunto é entrevista para emprego.
Além dos comportamentos radicalmente errados (mas comuns) como enviar mensagens de texto durante a
entrevista, vestir-se de maneira inadequada, mascar chicletes e falar mal de antigos chefes, a pesquisa listou
alguns casos reais que chegam a ser bizarros, mas que aconteceram nesse tipo de situação. Veja só:

*Um candidato levou um livro intitulado “Como Se Comportar Numa Entrevista De Emprego” junto com ele.
*Outro candidato perguntou, “Que empresa é essa mesmo?”.
*Durante uma entrevista por telefone, uma candidata pediu para o entrevistador esperar, enquanto ela atendia outra ligação.
*Quando voltou para a linha, ela disse que tinha marcado um encontro amoroso para o fim de semana.
*Um candidato foi para a entrevista vestindo um uniforme de escoteiro e não explicou por quê.
*Um candidato disse que pontualidade era um dos seus pontos fortes, mas tinha chegado 10 minutos atrasado para a entrevista
*No caminho para a entrevista, um candidato ultrapassou um carro e mostrou o dedo do meio para o motorista, que, por
coincidência, era uma das pessoas que iam entrevistá-lo;
*Outro tirou os sapatos durante a entrevista;
*Um candidato pediu um café ao entrevistador;
*Quando um candidato não passou na entrevista, voltou e pichou o muro da empresa com palavrões;
*Um candidato foi preso pela polícia durante a entrevista, porque uma checagem de antecedentes, feita pelos
entrevistadores, mostrou que ele era um foragido da lei;
*Uma candidata comentou que não tinha certeza se o trabalho valia “a gasolina para o carro”.
“Parece absurdo que candidatos atendam o celular durante uma entrevista, ou usem bermudas, mas escutamos essas histórias
fantásticas a toda hora”, diz Rosemary Haefner, vice-presidente de recursos humanos da Career Builder, responsável pelo estudo.

Orientações

Haefner comenta que ser diferente da massa (de uma maneira correta) é certamente um ponto positivo para as empresas.
Ela afirma que uma boa entrevista é o resultado de uma combinação da personalidade do candidato, sua experiência profissional
e as necessidades da empresa. São recomendadas as seguintes dicas:
Faça uma pesquisa sobre a empresa na Internet, antes da entrevista, veja as novidades que ela apresenta, estude a seção “sobre nós”,
que contém informações sobre a companhia e a lista de produtos e serviços que ela oferece.
Mantenha uma apresentação discreta durante a entrevista, seja positivo e jamais fale mal de antigos empregadores.
Prepare exemplos e idéias: traga um resumo da sua vida, das situações em que você conseguiu se sair bem e vencer desafios.
Exponha idéias que você pode usar no emprego desejado.

OBS: Essa pesquisa foi baseada em conversas com mais de 3 mil profissionais de recursos humanos (RH).


 

Pesquisa revela que refrigerantes Diet são os mais perigosos

Para quem gosta de consumir esse tipo de bebida, esta não é uma boa notícia. Duas universidades dos Estados Unidos
descobriram que os refrigerantes dietéticos (diet e light) podem ser mais nocivos à saúde, do que os comuns, aumentando o risco de derrame, ataque cardíaco e morte vascular.
Numa investigação com 2.600 participantes, os quais tiveram analisadas suas dietas e quadros de saúde, os pesquisadores descobriram que aqueles que costumavam beber refrigerantes dietéticos eram 43% mais suscetíveis a essas doenças.

O que mais pode causar?

A pesquisa levou em conta condições ligadas a problemas vasculares, como disfunções no metabolismo, diabetes e hipertensão.
O risco vale tanto para consumo moderado quanto exagerado, quer dizer, tanto faz você tomar um refrigerante diet ou light uma vez ou outra, quanto tomar diariamente, o perigo é o mesmo. Entre uma vez por mês e seis por semana, o quadro geral é de chances elevadas de problemas vasculares.
Embora os números tenham passado essa informação, os cientistas não souberam detectar exatamente os motivos da tendência.
Ainda é necessário, segundo eles, estudar os dois tipos da bebida para tirar conclusões mais precisas.

Curiosidades Intrigantes

1 – Por que bocejamos? O bocejo é um movimento muscular que se produz tanto em animais como em pessoas.
Diz-se que normalmente o bocejo corresponde ao sono. Estudos científicos recentes apontam que o bocejo está sim
relacionado ao sono, no entanto, conforme apontam as pesquisas, o bocejo é uma forma do organismo driblar o sono.
Ao bocejar a pessoa estimula a circulação sanguínea e diminui a temperatura corporal, o que colabora para aumentar o estado de atenção. O estudo citado anteriormente corrobora com as afirmações comuns de que o ato de bocejar está relacionado a momentos de baixo metabolismo do corpo. O bocejo é muito encontrado nas artes em geral, como no desenho animado A Bela Adormecida, de Walt Disney. Na literatura também se encontra uma grande quantidade de alusões ao dito fenômeno. Ainda há o aspecto sobrenatural do bocejo. Determinadas crenças acreditam que o bocejo é a conexão das almas de cada pessoa. Quando uma pessoa boceja, o reflexo humano é de, em circunstâncias complexas, sem nenhuma percepção aparente, bocejar em resposta. A sobrenaturalidade pode ser observada quando em proximidades espaciais, mas sem nenhum contato direto, esse efeito ocorre. A seguir, algumas teorias sobre o bocejo:

Teoria física - nossos corpos induzem o bocejo para obter mais oxigênio e retirar um acúmulo de dióxido de carbono.
Esta teoria ajuda a explicar o motivo de bocejarmos quando estamos em grupos. Grupos grandes de pessoas produzem mais dióxido de carbono, o que significa que nossos corpos criam o bocejo para conseguir mais oxigênio e se livrar do excesso de dióxido de carbono. No entanto, se nossos corpos nos fazem bocejar para obter o oxigênio de que precisamos, por que não bocejamos durante os exercícios? Robert Provine, um psicólogo da Universidade de Maryland, no Condado de Baltimore (em inglês), e um dos maiores especialistas em bocejo, testou esta teoria. Dar oxigênio a pessoas e diminuir a quantidade de dióxido de carbono no ambiente onde elas estavam não diminuiu a quantidade ou impediu que os bocejos acontecessem. Teoria da evolução - há quem ache que o bocejo começou com nossos ancestrais, que costumavam bocejar para mostrar seus dentes e intimidar os outros. Um desdobramento dessa teoria é a idéia de que o ato de bocejar se desenvolveu nos primeiros homens como um sinal para que mudassem o que estavam fazendo.

Teoria do tédio - o dicionário diz que o bocejo é causado por tédio, fadiga ou sonolência. Embora tenhamos a tendência de bocejar quando estamos entediados ou cansados, esta teoria não explica o motivo pelo qual os atletas bocejam antes de uma competição. Não parece provável que eles fiquem entediados com o mundo inteiro os assistindo. Um recente estudo realizado por Ivan Norscia e Elisabetta Palagi, da Universidade de Pisa, demonstra que o contágio do bocejo é dirigido primariamente pela proximidade emocional entre indivíduos e não por outras variáveis, tais como a nacionalidade. Segundo o estudo um bocejo recíproco é mais provável de acontecer entre membros de uma família, amigos e conhecidos. O fenômeno é menos comum em estranhos. Também, estranhos mostram maior demora
na resposta ao bocejo (período de latência), em comparação com amigos e parentes. (Wikipédia)

2 – Por que as baratas morrem de costas?
Você já viu uma barata morta na posição normal? Talvez não. Sempre que vemos um desses insetos mortos, ele está virado de costas, com as patas para cima. Uma das explicações para este fato é simples: as baratas andam por paredes e superfícies verticais e, quando entram em contato com o veneno, caem de costas e permanecem nesta posição até morrerem. Sim, mas, e se elas estiverem no chão? Aí entra a outra explicação: como os órgãos respiratórios dos insetos se encontram nas suas costas, quando a barata entra em contato como o veneno, o inseto se vira de costas justamente para poder respirar melhor e sobreviver ao efeito da substância venenosa.

3 – Por que cortar cebola nos faz chorar?
Cortar cebola não é nada agradável. Em alguns casos, a irritação dos olhos é tão intensa que fica impossível continuar.
Isso acontece porque, quando cortamos a cebola, rompemos suas células, o que faz com que determinados sulforetos e enzimas se combinem, originando o ácido sulfénico. Este ácido é o responsável pelo nosso “choro”, porque ele evapora e entra em contato com nossos olhos, os quais reagem produzindo lágrimas, na tentativa de limpar a irritação.

4 – Dor de cotovelo: qual a origem da expressão?
A expressão se originou na visão de pessoas sentadas em bares, com os cotovelos apoiados no balcão, bebendo e chorando a dor de um amor perdido. De tanto ficarem naquela posição, as pessoas acabam ficando com dores nos cotovelos. É comum usar essa expressão para designar a frustração provocada pelo ciúme ou pela tristeza causada por uma decepção amorosa.

5- Bolo de aniversário e velas: qual a origem?
Festejar a data em que uma pessoa completa mais um ano de vida não é um costume existente em todo o mundo.
No Vietnã, por exemplo, essa comemoração não acontece na data do nascimento, mas no Ano Novo, de maneira coletiva. As festas de aniversário surgiram no Ocidente. Os romanos antigos já comemoravam o dia do nascimento de uma pessoa, conhecido como “dies sollemnis natalis”. Os bolos de aniversário apareceram na Grécia, quando os adoradores de Artemis, deusa da fertilidade, passaram a oferecer no seu templo um preparado de mel e pão, no formato de uma lua (daí também a expressão “lua de mel”). As velas colocadas em cima do bolo também surgiram na época dos deuses antigos, pois as pessoas acreditavam que a fumaça das velas levava as preces dos fiéis até o céu, além de proteger o aniversariante de espíritos maus e garantir sua proteção para o próximo ano.



NOVO GOLPE NO CARTÃO DE DÉBITO

Os 'caras' são no mínimo muito criativos! Há muito tempo não uso cheque e quase não levo dinheiro vivo,
só gasto no Electron. De tanto usar, a gente perde um pouco do cuidado e é aí que sofre com a falta de atenção!
No meu caso, me dei conta na hora, mas foi por sorte, pois, normalmente, não daria tanta atenção na hora de colocar a senha do cartão.
Abasteci o carro e na hora de pagar, o frentista fez a 'gentileza'de me alcançar a maquininha, só que nesse momento os dedos dele taparam o visor.
Digitei a senha e ele colocou de volta na bancada, ai veio a minha sorte:
Por engano, digitei um número a menos e o cara sem querer falou: 'tá faltando um número'.
Como eu estava ao lado, olhei rapidamente para o v visor e minha senha estava ali digitada, ao invés dos tradicionais asteriscos:**** !!!
Como já conheço o gerente do posto (Ipiranga) chamei-o na hora e perdi mais umas duas horas na delegacia.
Lá veio o esclarecimento do novo golpe:
O atendente faz uma 'gentileza' e segura a máquina pra digitarmos a senha, neste momento, tapando o visor com a ponta dos dedos, na verdade ele não colocou o valor da compra, e os dígitos da senha aparecem no visor ficando expostos como se fossem o valor da compra.
Ele anota a senha e diz que não funcionou por qualquer motivo. Faz novamente o procedimento só que correto e a gente paga a despesa.
PRONTO: O cara tem a senha anotada e o número do cartão que fica registrado na bobina.
Segundo a delegada, em dois dias um cartão clonado com qualquer nome está na mão da quadrilha e os débitos caem direto na sua conta!!!
O frentista confessou que 'nem conhece quem são as pessoas por trás disso' um motoqueiro passou no posto, ofereceu R$ 600,00 por semana e passava lá pra pegar a lista de cartões e senhas e para deixar o dinheiro pro cara.
Segundo a delegada está acontecendo muito em barzinhos, botecos, danceterias, lojas de conveniência, posto de gasolina, etc.
Se puderem, indiquem este texto! Muita gente ainda vai cair nessa, infelizmente...



Porque não pensamos nisto antes?