O PROGRAMA “MAIS MÉDICOS”!

Por Professor Me. Ciro José Toaldo

A esquerda brasileira, enquanto esteve no governo, buscar aliar-se aos governos ditatoriais, como de Cuba e com eles fizeram programas estratégicos. Há poucos dias, o presidente eleito, Bolsonaro, solicitou que um destes programas continuaria caso seus membros comprovassem sua experiência e, o governo de cuba, rompeu imediatamente com o referido programa, intitulado de “Mais Médicos”!
A emissora toda poderosa do Brasil, que se colocou contra o governo de Bolsonaro, fez espalhafato, afirmando que a saúde brasileira teria problemas com a saída dos médicos cubanos; inclusive não deu importância ao novo depoimento do presidiário Lula que saiu da cadeia para explicar as reformas do Sítio de Atibaia e do Tríplex. A toda poderosa não mostrou o sarcasmo de Lula que nunca sabe de nada, porta-se como vítima, mesmo com as acusações do empresário Léo Pinheiro (OAS) afirmando Lula ser dono do sítio! De fato, caros leitores, esta poderosa emissora ainda pensa que o povo brasileiro é otário e vai cair na lábia dela. Ela não informa que o governo do PT, aliou-se com Cuba, com o Programa “Mais Médicos” que para enviar dinheiro “limpo e suado do brasileiro” para o governo cubano manter sua ditatura socialista!
Este programa firmado por Dilma para beneficiar Cuba, sem exigência de comprovação de formação dos referidos médicos, levou Bolsonaro a condicionar a continuidade do programa à aplicação de testes de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje a maior parte é destinada a manter a ditadura, e a liberdade de trazer suas famílias e Cuba não aceitou tais propostas!
Por que o governo cubano fez isto antes de Bolsonaro assumir o poder e muitos médicos deixaram o Brasil, antes mesmo da posse? Por que esta antecipação? Será que todos de fato eram médicos? Entre 2013 e 2017 o Brasil pagou a Cuba, 7,1 bilhões de reais no âmbito do programa “Mais Médicos”; o programa funcionava assim: o governo do Brasil passava para a OPAS (Organização Pan-americana de Saúde) R$ 11.520 por médico e a OPAS passava R$ 3.000 para cada médico e para manter a ditadura cubana se destinava R$ 8.520, ou seja, o governo ditatorial ficava com 75% do dinheiro de cada médico que estava no Brasil!
Programas como este eram feitos para consolidar ações comunistas na América Latina, elas vinham do Foro de São Paulo! Atualmente são oito mil e trezentos médicos cubanos no Brasil a maior parte deles voltará a viver na ditadura cubana. Bolsonaro deixa claro que os médicos que se submeterem ao programa de forma lícita, poderão permanecer no Brasil!
O PT emitiu nota dizendo que o culpado da saída destes médicos é de Bolsonaro, segundo estes esquerdistas retrógados, o presidente eleito tem preconceito ideológico e é ignorante quanto às politicas publicas. Mas, na verdade, algo esta por trás deste programa que não deixa seus membros s submeterem às regras brasileiras!
Vivemos o novo tempo da valorização do que é brasileiro e colocar as claras tudo! O Brasil será passado a limpo! Saibam que 92% das vagas dos médicos cubanos já foram preenchidas: 7.871 médicos brasileiros já foram selecionados. Foram 17.519 médicos inscritos com registro no Conselho Regional de Medicina, inscritos no Programa “Mais Médicos”. Não faltam médicos no Brasil! O PT criou este programa para transferir sete bilhões para Cuba!
Quiçá neste novo tempo, sejamos estimulados a dar valor a nossa nação, aos políticos autênticos e, principalmente, banir a corrupção e quem deseja usar o poder para estabelecer seus interesses ideológicos, partidários, revolucionários ou comunistas!