A CARA DA ESQUERDA BRASILEIRA: JEANS WYLLYS!

Por Professor Me. Ciro José Toaldo*

Estamos numa luta intensa para mudar este país, este foi o desejo do povo deflagrado nas urnas em outubro de 2018! Entretanto, há um grupo (os esquerdopatas/comunistas), inconformados com a derrota na eleição e com o fim dos privilégios do poder, lançam seu ódio e até com uso da força não querem permitir mudanças e nem que o governo de Bolsonaro dê certo.
Neste cenário tenebroso, os esquerdistas queriam continuar com o poder para se safar das maracutaias feitas! Neste contexto, que nomes deveriam representar a cara deste segmento doentio de nossa política? Obviamente surgem alguns como: o chefe preso, Lula, a lunática Dilma, o poste Haddad, a desvairada Gleisi, o corrupto Paulo Pimenta, o salafrário Requião e outros desvariados que esperneiam para que nada venha dar certo. Não aponto nenhum destes, mas Jeans Wyllys!
Este surgiu do vergonhoso programa da rede lixo de televisão, chamado Big Brother Brasil (BBB). Esta aberração televisa, no ar desde 2002, fez surgir Jeans Wyllys; este foi ganhador de um milhão de reais em 2005, neste lixo e, entrou no cenário politico, elegendo-se deputado federal em 2010 (PSOL-RJ), reeleito em 2014 e em 2018, quase não conseguiu sua reeleição. De personalidade fraca, uma vez que em muitos debates, abandonava a plateia, pois sem ter argumentação fica encurralado. Mas, sua projeção maléfica e doentia foi com a cusparada e dada, no então deputado federal, hoje Presidente da República, Jair Bolsonaro!
A cara desta esquerda doentia, diga-se Jeans Wyllys, entre tantos deslizes, chegou ao cume, em 24/01/19, quando anunciou o abandono de seu terceiro mandado de deputado federal, pois estava recebendo ameaças. Com seu comportamento doentio, arrogante, colocando-se como ‘vitima incansável das ditas minoritários’ (mas chutou o balde – saindo do país). Coitadinho, não quer ser ‘mártir’! Este sim é inescrupuloso, para tanto, tornou-se a cara dos esquerdopatas!
Um deputado fracassado, ex-bbb, como todo o esquerdopata, soube cultivar ódio, rancor e maledicência, ao defender a causa LGBT, de forma doentia, causava aversão e tornava-se ainda excluído este segmento social! Um desvairado, cuja fome e sede de poder e de dinheiro, atacava de forma ridícula seus opositores, foi chacota no cenário politico nacional. Este devaneio teve seu ápice em 17/04/16, quando em rede nacional de televisão, na votação do impeachment de Dilma, desiquilibradamente, deu a cusparada em Bolsonaro, fato que projetou e evidenciou este a se lançar ao cargo de Presidente. Não se trata de afirma quem estava com a razão neste episódio, mas fica vaga a pergunta: por quais razões o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados não cassou o mandato deste arrogante deputado?
Mas, pasmem, há coisa pior ainda, este deputado fracassado, justamente quando decide deixar o país é acusado de estar envolvido com Adélio, que esfaqueou Bolsonaro em 06 de setembro do ano passado. Os fatos evidenciam a ligação deste esquerdopata com o fatídico ato de Juiz de Fora. Jeans Wyllys terá muito que explicar para a justiça brasileira. Não será fugindo que ficará ‘limpo’ por aqui!
A forma de portar-se da esquerda doentia brasileira: como ‘vítima’, como inocente de tudo, como a grande lutadora das causas do povo e como nunca sabia de nada, fez a mascara destes perversos socialistas demonstra que pregavam tudo às avessas, ou seja, tudo que fosse bom para o ‘bolso’ deles. O gosto deles mesmo e fazer oposição e lutar para que o país se afunde.
Jean Wyllys, a cara da esquerda medíocre, em vinte anos de poder, apenas levou a nação aos caos com suas ideias socialistas, com ajuda aos países alinhados ideologicamente, com as orientações do Foro de São Paulo e buscando apenas beneficiar seu grupo.
Pense nisto, até o próximo!