A PADROEIRA

Por Alcindo Garcia*

Comemora-se na segunda-feira o Dia da Padroeira. Vale relembrar. Ao deixar a faixa cinzenta da Dutra você percorre um trevo de acesso e ingressa em um cenário deslumbrante de cores, de paz e de bênçãos. É o trevo de Aparecida, a Capital Mariana do País. Engata a marcha, diminui a velocidade e se deslumbra com aquelas verdes colinas, tendo ao fundo a vista monumental do maior santuário mariano do mundo, o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida.
É a visita a casa da Mãe. Sente como se chegasse à casa de nossa mãe biológica que tanta falta faz a cada um de nós, e não tenha dúvida disto, porque em Aparecida se está realmente na Casa da Mãe. Naquele vale encantado de paz e de bênçãos, você depara de um lado os picos verdejantes da serra da Bocaina e de outro lado os contrafortes azulados da serra da Mantiqueira. Foi neste cenário que a Virgem Maria apareceu para os brasileiros no formato de uma simples imagem negra, encontrada nas águas do rio Paraíba em 1717, no local em que o rio forma a letra M.
Ao pisar neste solo abençoado, você não percebe de início, mas na volta terá a certeza de que a Mãe o modificou para melhor. Nesta sua visita você poderá ter virado uma página da sua vida. Vai perceber milagres que não são aparentes, porque estão na alma e não no corpo. São milagres que nos tornam melhores, a cada visita à Casa da Mãe, porque voltamos de lá trazendo as mesmas bênçãos maternas que nos acompanharam durante tantos episódios da vida. A propósito, quem não ouviu um dia um “Deus te abençoe, meu filho”?...
Nossa Senhora Aparecida é a figura da mãe, a imagem da Virgem Maria, a Imaculada Conceição, a mãe de Jesus, que assim quis se manifestar ao povo brasileiro. Está na bíblia. Foi a pedido da Virgem Maria que Jesus antecipou sua vida pública, realizando o primeiro de seus milagres. Foi em um casamento em Caná da Galiléia. Maria percebeu que os noivos não tinham mais vinho e intercedeu junto a Jesus. Embora respondendo que ainda não havia chegado a sua hora, Ele a atendeu e transformou a água no melhor vinho. Maria se encarrega de levar nossas aflições até Jesus. Para estarmos sempre com Ele ela nos deixou um conselho naquela ocasião: “Fazei tudo o que Ele vos disser”. (João – 2, 1 a 12).

*Alcindo Garcia é Jornalista - e-mail: alcindogarcia@uol.com.br