Cães têm inteligência igual à de bebês; veja este e outros 13 fatos caninos

 

 

 



1. Os cachorros são tão inteligentes quanto um bebê

Eles podem compreender até 250 palavras, alguns numerais e até mesmo cálculos matemáticos simples. Pesquisadores indicam que eles possuem uma inteligência igual à de uma
criança de 2 anos de idade.

2. Cachorros não enxergam cores? Esse é um mito bastante popular, mas, na verdade, os cães conseguem enxergar as cores muito suavemente. É bem parecida com a nossa visão
durante o crepúsculo.

3. Os Beatles gravaram um som para os cães. Na faixa “A Day in Life”, do quarteto de Liverpool, um apito em altíssima frequência foi inserido para homenagear um cachorro de Paul McCartney.
Esse som, entretanto, não é audível pelos humanos.

4. Impressão “digital” na ponta do nariz. Assim como os seres humanos se distinguem uns dos outros através das impressões digitais, o mesmo ocorre com os cachorros: a diferença é que
essa particularidade única está em seu nariz, que não possui semelhança com o de nenhum outro cão. Cada cachorro possui seu próprio desenho na ponta do nariz.

5. Cachorros não curtem abraços. Para os humanos e os primatas, o abraço é um sinal de afeto. Para os cães, entretanto, passar os braços por trás de seu pescoço mostra uma dominação, que
é algo que eles dificilmente vão aceitar com tranquilidade.

6. Cães giram para dormir por instinto. Na natureza, os cachorros giravam em círculos antes de dormirem para achatar a grama e fazer uma espécie de caminha. Mesmo depois de
domesticados, essa prática instintiva prevalece. "Vou ter que caber"

7. Narizes poderosos. Além de ser sua “impressão digital”, o nariz dos cães é extremamente poderoso: enquanto os seres humanos possuem cerca de 5 milhões de células olfativas, acredita-se
que os cachorros possam ter até 220 milhões! Por isso seu olfato é tão apurado.

8. O cão mais velho do mundo. Os cães vivem em média 15 anos, mas podem ultrapassar essa idade se forem bem cuidados. Um cachorrinho chamado Bluey, que ajudava seu dono a cuidar do
gado na Austrália, chegou a impressionantes 29 anos!

9. Cachorros podem farejar doenças. Com seu olfato apurado, os cães podem “diagnosticar” doenças como o câncer, o diabetes e a epilepsia. Estudos indicam que essa característica estaria no
fato de eles conseguirem detectar o cheiro de proteínas anormais no corpo das pessoas doentes.

10. Cães metropolitanos. Para provar a inteligência de alguns cãezinhos, um estudo realizado em Moscou, na Rússia, provou que alguns vira-latas aprenderam a andar de metrô em busca
de restos de alimento em lugares diferentes da cidade.

11. Eles possuem três pálpebras. Além das pálpebras superiores e inferiores, os cachorros possuem outra pálpebra chamada de membrana nictitante, que mantém os olhos úmidos e livre
de corpos estranhos.

12. O excelente olfato compensa o péssimo paladar. Os cachorros diferenciam os alimentos através do cheiro, já que suas papilas gustativas são pouco desenvolvidas. Tanto é que os seres
humanos possuem até cinco vezes mais papilas do que os cães. Talvez seja por isso que os humanos não gostem da ração dos cachorros

13. Diversidade é sua marca maior. Os cachorros apresentam uma incrível diversidade tanto na forma quanto no tamanho de seus corpos. Para você ter uma ideia, os crânios de um collie
e de um pequinês são tão diferentes entre si quanto as diferenças de crânio de um gato e uma morsa, por exemplo.

14. Cachorro fossilizado. O mais antigo fóssil de um cão domesticado data de 33 mil anos atrás e foi encontrado na Sibéria durante os anos 1970. 33 mil anos de parceria com os seres humanos

Fonte:http://www.megacurioso.com.br/animais/100198-caes-sao-tao-inteligentes-quanto-bebes-e-outras-13-curiosidades-caninas.htm?utm_source=megacurioso.com.br&utm_medium=home&utm_campaign=ultimasnoticias