5 cuidados que você deve ter ao dar tablets e smartphones aos seus filhos

De acordo com o último levantamento do Comitê Gestor da Internet (CGI), 83% das crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos utilizam smartphones para acessar a internet.

Não é de estranhar o desejo dos jovens por esses aparelhos. Afinal, é possível manter contato com os amigos, acessar aplicativos de entretenimento e até estudar por meio de tablets e smartphones. Nesse cenário, fica difícil para os pais afastar os pequenos de algo tão presente em nossa rotina.

No entanto, é preciso ter em mente que, por mais que os benefícios proporcionados pela tecnologia sejam inúmeros, os riscos também existem. E aí toda a confiança que você tem no seu filho não será suficiente. É preciso se proteger e protegê-lo. Por isso, listamos alguns cuidados que você deve ter ao liberar seu filho para acessar smartphones e tablets. Confira quais são eles:

Proteja o dispositivo!

Antes de qualquer coisa, você deve tomar algumas medidas para manter o dispositivo mais seguro para seus filhos. Por exemplo, você pode bloquear a instalação de aplicativos, a realização de compras nas lojas de apps e até mesmo definir a necessidade de senhas para acesso a determinados aplicativos, como as redes sociais.

Se o tablet ou smartphone em questão for um Android, o UOL Segurança Digital faz isso e muito mais para você. Basicamente, ele indica quais aplicativos apresentam riscos à segurança e à privacidade, além de contar com recursos de antirroubo, como localização aproximada do aparelho e backup remoto de contatos.

Esteja por perto!

Por mais que você confie em seu filho, prefira não arriscar e esteja por perto enquanto ele utiliza essas ferramentas. Mais que uma companhia, você será um exemplo para ele, apontando maneiras mais seguras para que ele faça uso do dispositivo de forma consciente.

Vale a pena, também, acompanhar o perfil de seus filhos nas redes sociais para ver se eles estão sendo vítimas (ou praticando) cyberbullying. Trata-se de uma ótima oportunidade para dar uma lição sobre violência moral.

Escolha atividades adequadas à idade deles!

Existem jogos, aplicativos e ferramentas voltados para crianças das mais variadas idades, apenas tome o cuidado de escolher corretamente. Você pode contar com jogos e aplicativos que ajudam a desenvolver as habilidades cognitivas do seu filho ou até mesmo opções de entretenimento, como o YouTube Kids, que disponibiliza vídeos, canais e playlists com conteúdos exclusivos para crianças.

Incentive o aprendizado!

Nem só de entretenimento é feita a tecnologia. Incentive seus filhos a utilizar os dispositivos como forma de aprendizado e enriquecimento cultural. Baixe livros e audiolivros, assista a filmes educativos com eles e utilize jogos com fins de aprendizado!

Controle o tempo!

Faça o famoso “papel de chato” e estabeleça limites para o uso dos dispositivos por seus filhos. Ainda que essa seja uma atividade que atraia o interesse deles, é preciso lembrá-los de que existem outras possibilidades de entretenimento e aprendizado mundo afora. Ofereça outras tarefas que possam ser realizadas no lugar do uso de smartphones e tablets, como brincadeiras, momentos com a família e os amigos, leituras, entre outras.


Fonte: https://seguranca.uol.com.br/antivirus/dicas/curiosidades/cuidados_que_precisa_ter_antes_dar_o_primeiro_smartphone_ao_seu_filho.html#rmcl